APMNR – breve historial

logo apmnr

O Museu do Neorealismo, situado em Vila Franca de Xira, é uma boa história a ser contada para ilustrar o valor da participação cidadã na vida cultural e na criação de serviços públicos na área da cultura e da vida das cidades.

Hoje instalado num edifício novo, criação do arquitecto Alcino Soutinho, nasceu de décadas de porfia e mobilizou recursos públicos, com destaque para os da Câmara Municipal, e, na fase da sua construção, alguns fundos europeus e nacionais a que o projecto se candidatou. Também mobilizou e mobiliza recursos de particulares, concretizados em diversas formas: doações, apoios, patrocínios, disponibilidades e generosidades várias, e em que se destaca a acção da Associação Promotora do Museu, organização sem fins lucrativos e entidade de utilidade pública, e, em particular, do seu Presidente, António da Mota Redol.

A acção desta Associação, com dezenas de anos de existência, tem animado, com a notícia e até pela crítica do seu exemplo, outros movimentos cívicos ou profissionais a promover a criação de Museus e de outros equipamentos culturais, com uma visão mais ampla que a da convencional inauguração pelas autoridades, e dedicados aos públicos que já existem e a novos públicos, que eles próprios vão criando.

Maria José Vitorino, 2015

Associação Promotora do Museu do Neo-realismo

Somos uma associação sem fins lucrativos, reconhecida como entidade de utilidade pública, com sede em Vila Franca de Xira.

O foco das nossas actividades é a promoção do Museu do Neo-realismo, criado na mesma cidade em 1990 e instalado num edifício novo em 2007.

Mandato 2019-2021

Direcção

António Mota Redol (Presidente), Maria José Vitorino, José António Dias Ferreira, Luísa Duarte Santos, António Diamantino Nabais

Mesa da Assembleia-Geral

Maria  da Luz Rosinha (Presidente), José Fidalgo Gonçalves, David Gargalo dos Santos

Conselho Fiscal

António Avelãs Nunes (Presidente), Jaime do Couto Ferreira, Carlos Santarém Andrade